Como tirá-los do vício?

Imagem 

Campeão mundial em consumo de crack, o País lida com a ineficiência de políticas para combater o tráfico e recuperar viciados ao mesmo tempo em que enfrenta o desafio de minimizar os efeitos da droga
O Brasil é o país onde mais se consome crack no mundo, com 1 milhão de pessoas que já usaram a substância pelo menos uma vez, segundo o Levantamento Nacional de Álcool e Drogas (Lenad), feito pelo Instituto Nacional de Pesquisa de Políticas Públicas do Álcool e Outras Drogas (Inpad) da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). A epidemia que atinge 1,4% dos adultos do Brasil revela a ineficiência das políticas para o combate ao tráfico e à recuperação de viciados.
“Estamos falando de um fenômeno parecido ao de usuários de cocaína injetável no passado. São casos graves e de alto impacto familiar e com um agravante: agora o crack tem sido oferecido para indivíduos extremamente frágeis, vulneráveis, que precisam ser muito mais protegidos”, observa o psiquiatra Carlos Salgado, conselheiro da Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas (Abead).
Para Salgado, é urgente a necessidade de se agir para combater a disponibilidade da droga e para atender o usuário. “O Ministério da Saúde não tem se mobilizado para abrir leitos para dependência química e, paradoxalmente, o Ministério da Justiça tem feito isso, mas são poucas as oportunidades e está sendo feito pelo ministério errado. Por outro lado a Saúde tem investido em agentes de repressão e não de assistência, fica complicado”, critica Salgado. “Sem contar o jogo de empurra que a gente vê nos Centros de Atenção Psicossocial (Caps) entre a Federação e os municípios, enquanto o usuário que procurar atendimento não terá equipamento ou estará sem pessoas para o atendimento, já que há uma expectativa de contar com o trabalho voluntário.” Continue  lendo

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s