Não há diferença

Imagem

Lhe é agradável aquele que, em qualquer nação, o teme e faz o que é justo.

Não há diferença. Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus

(Atos 10:35; Romanos 3:22-23).

Ao nomear o médico Ambroise Paré como seu primeiro cirurgião, o rei da França Carlos IX lhe disse: “Confio que você cuidará melhor do rei que dos pobres”. – Impossível, majestade! Porque sempre cuidei da mesma maneira tanto dos pobres quanto dos reis; respondeu Paré.

Ambroise Paré, um crente piedoso, baseava sua vida na Palavra de Deus. Conhecia a epístola de Tiago: “Mas, se fazeis acepção de pessoas, cometeis pecado, e sois redargüidos pela lei como transgressores” (Tiago 2:9).

Nesse aspecto, Ambroise era um imitador de Deus, a quem conhecia e amava. Deus “faz que o seu sol se levante sobre maus e bons” (Mateus 5:45). “Deus é mui grande, contudo a ninguém despreza” (Jó 36:5). Ele “quer que todos os homens se salvem” (1 Timóteo 2:4).

Todos precisamos ser salvos do pecado e da morte eterna. As diferenças de classe social, de cultura, de raça não têm valor algum para a entrada no reino de Deus. Somente uma coisa importa: reconhecer nosso estado moral de perdição diante de Deus e confiar em Jesus Cristo para a salvação.

“Não há diferença!” Cristãos, essa expressão nos atinge em cheio. Nós, que sempre fazemos distinção entre as pessoas, não esqueçamos do exemplo do médico Ambroise Paré. E mais ainda, não esqueçamos do exemplo do nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s