Malafaia e Azevedo parabenizam protesto de evangélicos na reunião da CCJ

Imagem

O protesto silencioso de membros da Assembleia de Deus de Madureira que aconteceu na manhã desta quarta-feira contra a permanência dos deputados José Genoino e João Paulo Cunha na Comissão de Constituição e Justiça repercutiu entre evangélicos e na mídia.

O pastor Malafaia comentou a manifestação em seu site. Segundo ele, os evangélicos ensinaram os ativistas gays a protestarem, alegando que os protestos daqueles contra Feliciano na presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) são “uma verdadeira selvageria”.

“O que vimos acontecer agora (…) é uma aula de democracia e civilidade. Nenhuma gritaria, nenhum palavrão, nenhum cartaz com ofensas morais”, escreveu Malafaia. “Espero que a sociedade veja quem são os verdadeiros intolerantes”, finalizou.

Além disso, chamou os deputados do PT de covarde e oportunistas e afirmou que eles deveriam pedir para sair da Comissão de Constituição e Justiça.

Os fieis que se manifestaram contra os mensaleiros foram elogiados também por Azevedo. Segundo ele, numa democracia, “as pessoas divergem sobre conteúdos e concordam na forma” e os evangélicos mostraram que é possível divergir sem a necessidade de ultrapassar os limites do bom senso.

“Os evangélicos se opuseram à presença dos dois condenados, mas respeitaram o Congresso, que é maior do que Feliciano, que é maior do que João Paulo e Genoino, que é maior do que os evangélicos, que é maior que os católicos, que é maior do que os gays”, escreveu Azevedo.

Curta-nos no Facebook

Ele também apontou a diferença entre as manifestações como a de hoje e as recorrentes contra Marco Feliciano na presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias. Para ele, se essa manifestação não alcançar a primeira página dos jornais, é sinal de que os jornais brasileiros escolheram “as falanges fascistoides”.

Ele ainda lembra que Marco Feliciano não foi condenado em nada, o que não torna sua posição como presidente da Comissão uma afronta à democracia, diferentemente de Genoino e João Paulo, condenados por corrupção ativa, lavagem de dinheiro, entre outros.

“Nós estamos aqui porque o deputado Genoino foi condenado em todas as instâncias no STF. E ele é contra o deputado Feliciano, que é ficha limpa. Todos os pastores do campo estão voltados para a defesa do pastor Feliciano para que ele não renuncie porque ele nos representa”, afirmou o pastor Mauro César, um dos organizadores do movimento.

“Parabéns aos evangélicos. É assim que se faz”, finalizou Azevedo.

Fonte: Christian Post

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s